PORBASE Página inicialContactos Mapa
Referências Técnicas
Informações Técnicas PORBASE

Informação Técnica n.º 5/88
Entradas de autoridade de nome de colectividade – 3

COLECTIVIDADES E DIGNITÁRIOS RELIGIOSOS

1. Igreja Católica - Administração Central
Os órgãos ao mais alto nível da Igreja Católica tais como congregações, tribunais, concílios e sínodos têm, como palavra de ordem, o elemento IGREJA CATÓLICA. Segue-se a designação específica do órgão em português, se for posterior ao Concilio Vaticano II e em latim, se for anterior e não tiver forma consagrada pelo uso em português. (ex. 5).

Utilizam-se elementos de identificação ou distinção sempre que necessário como, por exemplo, no caso de concílios, sínodos e assembleias, ao qual se adiciona o número de ordem, quando exista, o local e a data de realização. (ex. 2,3 e 4)

Ex.1 : IGREJA CATÓLICA. Sagrada Congregação para a Educação Católica

710/711/712 02 $a Igreja Católica.$b Sagrada Congregação para a Educação Católica

Ex. 2: IGREJA CATÓLICA. Concílio do Vaticano, 2, 1962-1965

710/711/712 02 $a lgreja Católica.$b Concílio do Vaticano, $d 2, $f 1962-1965

Ex. 3: IGREJA CATÓLICA. Sínodo dos Bispos, Roma, 1977

710/711/712 02 $a lgreja Católica.$b Sínodo dos Bispos, $e Roma, $f 1977

Ex. 4: IGREJA CATÓLICA. Concilium Plenarium Americae Latinae, Roma, 1899

710/711/712 02 $a lgreja Católica.$b Concilium Plenarium Americae Latinae, $e Roma,$f 1899

Ex. 5: IGREJA CATÓLICA. Sacra Rota Romana

710/711/712 02 $a Igreja Católiça.$b Sacra Rota Romana

2. Províncias Eclesiásticas e Conferências Episcopais
As províncias eclesiásticas e as conferências episcopais têm, como palavra de ordem, o elemento IGREJA CATÓLICA. Segue-se a designação específica da Província Eclesiástica ou da Conferência Episcopal na língua da própria colectividade.

Ex. 1: IGREJA CATÓLICA. Província Eclesiástica de Évora

710/711/712 02 $a lgreja Católica. $b Província Eclesiástica de Évora

Ex. 2: IGREJA CATÓLICA. Province de Québec

710/711/712 02 $a lgreja Católica. $b Province de Québec

Ex. 3: IGREJA CATÓLICA. Conferência Episcopal de Moçambique

710/711/712 02 $a Igreja Católica.$b Conferência Episcopal de Moçambique

Ex. 4: IGREJA CATÓLICA. Conferência Episcopal Portuguesa. Comissão Episcopal da Universidade Católica

710/711/712 02 $a lgreja Católica. $b Conferência Episcopal Portuguesa. $b Comissão Episcopal da Universidade Católica

3. Dioceses, Arquidioceses e Patriarcados
As dioceses, arquidioceses e patriarcados têm, como palavra de ordem, o nome da respectiva circunscrição geográfico-religiosa, em português ou na forma consagrada pelo uso em Portugal. Segue-se o termo Diocese, Arquidiocese ou Patriarcado na língua da própria colectividade.

Ex. 1: ALGARVE. Diocese

710/711/712 01 $a Algarve. $b Diocese

Ex. 2: ÉVORA. Arquidiocese

710/711/712 01 $a Évora. $b Arquidiocese

Ex. 3: SANTIAGO DE CUBA. Archidiócesis

710/711/712 01 $a Santiago de Cuba. $b Archidiócesis

Ex. 4: LISBOA. Patriarcado

710/711/712 01 $a Lisboa. $b Patriarcado

4. Cúrias, Secretariados e Comissões Diocesanas
As cúrias, secretariados e comissões diocesanas têm, como palavra de ordem, o nome da respectiva circunscrição geográfico-religiosa, em português ou na forma consagrada pelo uso em Portugal. Segue-se o termo Diocese, Arquidiocese ou Patriarcado e a designação específica do órgão diocesano na língua da própria colectividade.

Ex. 1: LISBOA. Patriarcado. Secretariado de Acção Pastoral

710/711/712 01 $a Lisboa. $b Patriarcado. $b Secretariado de Acção Pastoral

Ex. 2: FUNCHAL. Diocese. Comissão de Arte Sacra

710/711/712 01 $a Funchal. $b Diocese. $b Comissão de Arte Sacra

Ex. 3: PORTALEGRE E CASTELO BRANCO. Diocese. Cúria

710/711/712 01 $a Portalegre e Castelo Branco. $b Diocese. $b Cúria

5. Vigararias, Arciprestados e Paróquias
As vigararias, arciprestados e paróquias têm, como palavra de ordem, o nome da circunscrição geográfico-religiosa da respectiva diocese, em português ou na forma consagrada pelo uso em Portugal. Segue-se a designação específica da Vigararia, Arciprestado ou Paróquia na língua da própria colectividade. Omite-se o termo intermédio, diocese, por quanto as colectividades mencionadas são suficientemente identificativas e autónomas.

Ex. 1: COIMBRA. Paróquia de Santo António dos Olivais

710/711/712 01 $a Coimbra. $b Paróquia de Santo António dos Olivais

Ex. 2: GUARDA. Paróquia da Bemquerença 1

710/711/712 01 $a Guarda. $b Paróquia da Bemquerença

Ex. 3: GUARDA. Arciprestado de Alpedrinha

710/711/712 01 $a Guarda. $b Arciprestado de Alpedrinha

Ex. 4: LEIRIA-FÁTIMA. Vigararia da Batalha

710/711/712 01 $a Leiria-Fátima. $b Vigararia da Batalha

6. Dignitários Religiosos
Os dignitários religiosos tais como Papa, Bispo, Patriarca, etc., na sua qualidade oficial, têm como palavra de ordem, o nome da circunscrição geográfico-religiosa adequado. Segue-se a designação específica do cargo desempenhado, em português quando exista forma consagrada e, como elementos de identificação ou distinção, as datas limites do exercício das funções seguidas do nome da personalidade entre parênteses curvos.

Ex. 1: COIMBRA. Bispo, 1975- (João Alves)

710/711/712 01 $a Coimbra. $b Bispo, $c 1975- (João Alves)

Ex. 2: IGREJA CATÓLICA. Papa. 1958-1963 (João XXIII)

710/711/712 02 $a lgreja Católica. $b Papa, $c 1958-1963 (João XXIII)
7. Ordens e Sociedades Religiosas
As ordens e sociedades religiosas têm, como palavra de ordem, o seu nome oficial em português quando exista forma consagrada. Quando não seja possível determinar o nome oficial deverá escolher-se, por ordem de preferência, a forma portuguesa do nome usada pelos membros da ordem situa­da em Portugal ou o nome da ordem ou sociedade religiosa na sua língua de origem.

Ex. 1: COMPANHIA DE SANTA TERESA DE JESUS

710/711/712 01 $a Companhia de Santa Teresa de Jesus

Ex. 2: CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS DO AMOR DE DEUS

710/711/712 02 $a Congregação das Irmãs do Amor de Deus

Ex. 3: ORDEM DE SANTO AGOSTINHO

710/711/712 02 $a Ordem de Santo Agostinho

8. Movimentos Religiosos Leigos
Os movimentos religiosos leigos têm, como palavra de ordem, o seu nome oficial em português quando exista forma consagrada. Segue-se, sempre que necessário, a indicação do nome geográfico correspondente ao local de implantação, entre parênteses curvos, como elemento de identificação ou distinção.

Ex. 1: ACÇÃO CATÓLICA PORTUGUESA (Mafra)

710/711/712 02 $a Acção Católica Portuguesa $c (Mafra)

Ex. 2: GRAAL

710/711/712 02 $a Graal

Ex. 3: CORPO NACIONAL DE ESCUTAS

710/711/712 02 $a Corpo Nacional de Escutas

9. Igrejas, Capelas, Catedrais, Mosteiros, etc.
As igrejas, capelas, catedrais, mosteiros, etc., têm como palavra de ordem, o seu nome oficial em português quando exista forma consagrada. Segue-se, sempre que necessário, a indicação da localização geográfica, entre parênteses curvos, como elemento de identificação ou distinção.

Ex. 1: ABADIA DE WESTMINSTER

710/711/712 02 $a Abadia de Westminster

Ex. 2: IGREJA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA (Lisboa)

710/711/712 02 $a lgreja de Nossa Senhora de Fátima $c (Lisboa)

Ex. 3: MOSTEIRO DA BATALHA

710/711/712 02 $a Mosteiro da Batalha

10. Outras Igrejas Cristãs
Outras Igrejas cristãs, no que respeita a administração quer central quer local têm, como palavra de ordem, os elementos adequados escolhidos segundo os princípios enunciados para a Igreja Católica. Também no respeitante aos cabeçalhos dos dignitários dessas Igrejas se observam os mesmos princípios.

Ex. 1: IGREJA LUTERANA

710/711/712 02 $a Igreja Luterana

Ex. 2: IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE CRISTO

710/711/712 02 $a lgreja Evangélica Presbiteriana de Cristo

____________________________________
1 Omite-se o nome do Orago (Santo Padroeiro) quando o nome da paróquia é mais conhecido pelo nome da circunscrição geográfica.

Voltar ao início

Sobre a PORBASE
Cooperação PORBASE
Plataforma Tecnológica da PORBASE
Referências técnicas
UNIMARC Bibliográfico abreviado
UNIMARC Autoridades abreviado
Recomendações para a Construção de Registos de Autoridade de Autor Pessoa Física
Informações Técnicas PORBASE
IT nº 2/88
IT nº 3/88
IT nº 4/88
IT nº 5/88
IT nº 1/91
IT nº 1/2005
IT nº 1/2006
IT nº 2/2006
IT nº 3/2006
IT nº 4/2006
IT nº 1/2007
Produtos e Serviços
Formação PORBASE
Recursos relevantes
© Biblioteca Nacional de Portugal 2006 | E-mail: porbase@bnportugal.pt | Última actualização 2006-12-15